1.INTRODUÇÃO

Desenvolver produção diária conforme programação estabelecida.

2 . OBJETIVO

Manter nível estabelecido de produtos acabados em câmara fria através de programação de produção do dia.

3. CAMPO DE APLICAÇÃO

Aplica-se ao Estoque de Produto Acabado.

4. ITENS DE CONTROLE

Sorvetes de massa em baldes, caixas e potes de 300ml, 1lt, 5lts e 10lts.

5. PRINCIPAIS PASSOS

5.1 Verificar no site 2 (fábrica) as caldas prontas na Tina de maturação;
5.2 Ligar o micro e a impressora;
5.3 Verificar no micro a programação de produção do dia;
5.4 Imprimir etiquetas da demanda do dia;
5.5 Etiquetar as embalagens;
5.6 Colocar sorvete na embalagem;
5.7 Fechar embalagem;
5.8 Transferir produto final para pré-estoque;
5.9 Pausar produção no atingimento de 100% da capacidade do pré-estoque;
5.10 Dar entrada no sistema utilizando o leitor de código de barras;
5.11 Colaborador colocar EPI’s;
5.12 Transferir produtos acabados para a câmara fria;
5.13 Organizar produtos conforme método PEPS ( primeiro que entra, primeiro que sai );
5.14 Sair da câmara fria;
5.15 Tirar EPI específico para câmara fria;
5.16 Retomar linha de produção.

6. RECURSOS NECESSÁRIOS


6.1 Computador;

6.2 Impressora;

6.3 Leitor de código de barras;

6.4 EPI’s.



7. CUIDADOS ESPECIAIS


- A organização do estoque deve respeitar o PEPS (primeiro que entra, primeiro que sai);

- Os produtos devem ser organizados de maneira a evitar a mistura de lote, permitindo assim a clara identificação do lote;

- Direcionar itens de maior demanda próximo a porta da câmara fria, evitando movimentação desnecessária.


8. FLUXOGRAMA


produto_acabado.jpg